• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2018 by German Routes contato@germanroutes.com.br

Comercializado por German Routes - Brasil

CNPJ: 32.923.352/0001-05

Stolpersteine - Pedras do Tropeço | Uma vítima, uma pedra

03.03.2018

 

 

Outro dia eu estava caminhando, fazendo um passeio pela cidade de Nuremberg e literalmente tropecei em umas delas.... Não foi algo que eu estava procurando...

 

Deixo minha homenagem a Josef, Selma Triest e Lina Sturm, vítimas do nazismo 🌹

 

Algumas informações:

  • O projeto começou em 1992 e veio de Gunter Demnig, um artista alemão.

  • Ele começou a colecionar os nomes das vítimas e, em seguida, criou pequenas placas de cobre com nomes e datas.

  • As chamou de Stolpersteine "pedras de tropeço", porque a ideia era que elas fariam com que as pessoas se deparassem e parassem para lembrar sobre alguém, vítimas do extermínio ou perseguição nazista.

  • As placas são instaladas em frente ao último lar que a vítima escolheu livremente e, as palavras Hier wohnte... ("Aqui viveu ...") estão escritas, enfatizando que as vítimas não viveram e trabalharam em qualquer lugar anônimo, mas "aqui mesmo".

  • As placas não são somente colocadas para homenagear as pessoas que morreram, mas também para as que foram libertadas.

  • Cada placa individual ainda é fabricada à mão e você pode financiar uma por 120 euros, após um processo de pesquisa e aprovação.

  • Com mais de 60 mil placas, elas formam o maior memorial descentralizado do mundo.

  • A primeira foi colocada em 1992, em frente à Prefeitura de Colônia, escrita com a ordem de Heinrich Himmler para o início das deportações dos ciganos.

  • As placas das famílias ficam juntas, colocando a dos pais acima daquelas para as crianças.

  • Em Berlim há muitas placas.

  • A cidade de Munique não permite que as placas sejam colocadas em espaços públicos e buscam outras alternativas para homenagear as pessoas.

  • Um dos possíveis significados sobre o nome do projeto é que na Alemanha nazista, um ditado antisemita, ao tropeçar acidentalmente sobre uma pedra saliente, era: "Um judeu deve ser enterrado aqui". Outra é uma questão bíblica.

  • A pedra é normalmente  descoberta por acaso e não em lugares memoráveis ​​centrais, que de acordo com a Demnig podem ser facilmente evitados ou ignorados.

 

 

 

Gostou das informações?

 

 

Quer conhecer mais sobre a história da Alemanha? Temos passeios históricos em diversas cidades da Alemanha. Em Munique, Berlim e Nuremberg temos passeios em português exclusivos e personalizados, dedicados à história do nazismo (Terceiro Reich na Alemanha).

Te levamos também para um passeio em português em Colônia, para conhecer a primeira pedra que foi colocada.

 

Embarque com a gente!

 

E para ficar por dentro de todas as novidades siga o nosso instagram! @germanroutes

#germanroutes #guiabrasileiraalemanha

 

Guia brasileira na Alemanha.

 

Share on Facebook
Please reload